17/11/2010

As notificações que trazem desespero.

A vida dos moradores das Comunidades que estão sendo demolidas pela Prefeitura se tornou um pesadelo. As notificações são constantes, os prazos não são coerentes e as indenizações parecem não existir. Imagine você morando em sua casa por 20, 25 ou até mais de 30 anos, e de repente receber uma notificação como essa assinada por uma autoridade que não foi eleita por você, mas que representa o poder público? É desesperador! Na última postagem, vocês viram a agonia de diversas famílias que foram tratadas como ratos, a base de bombas e efeito moral. Não levaram em consideração crianças, idosos, mulheres, apenas uma ordem, o poder e a arbitrariedade. E se fosse com você? A quem você recorreria? Pense nisso!

13/11/2010

Reunião na Vila Taboinha

Reunião na vila taboinha 2ª feira (15/11/10, às 14 horas. Não da para esperar mais.
As coisas estão acontecendo muito rápido. Segunda é feriado e vamos aproveitar para avaliar os acontecimentos do dia 9/11 terça-feira que passou.Falaremos sobre as demolições ocorridas nesta 6ª feira 12/11.                                             
Conversaremos sobre os próximos passos a ser dados.                    

Todos estão convidados, aproveitem e convidem outros companheiros (as), também.
Como chegar: de ônibus, do centro para taboinha, 382 carioca x piabas descer no trinta. 387 carioca x marambaia descer na amoedo do recreio.Do centro taboinha ônibus 268 Araujo porto alegre x piabas descer no trinta

A presença de todos é muito importante, vila taboinha ficará muito feliz com sua presença.

Jorge 97257702       Alexandra 78636495

02/11/2010

Um direito humano fundamental desde 1948

(extraído do site http://www.direitoamoradia.org)

A moradia adequada foi reconhecida como direito humano em 1948, com a Declaração Universal dos Direitos Humanos, tornando-se um direito humano universal, aceito e aplicável em todas as partes do mundo como um dos direitos fundamentais para a vida das pessoas.
CARLOS CAZALIS
Vários tratados internacionais após essa data reafirmaram que os Estados têm a obrigação de promover e proteger este direito. Hoje, já são mais de 12 textos diferentes da ONU que reconhecem o direito à moradia. Apesar disso, a implementação deste direito ainda é um grande desafio.

22/10/2010

Início das demolições na Comunidade da Restinga










A Prefeitura do Rio de Janeiro,iniciou no dia 22/10, a demolição de imóveis de Comunidades do Recreio dos Bandeirantes que estão no trajeto da Transoeste. Foram demolidos 6 imóveis comerciais de moradores da Comunidade da Restinga.

Para os cariocas parece mais uma ação de choque de ordem da Prefeitura, mas é importante informar que essas moradias não são iguais aquelas que são construídas de forma irregular para explorar aluguéis e beneficiar aos espertos. Essas casas e comércios estão no Recreio a mais de 10 anos, pelo menos, são famílias que se instalaram bem antes da Classe Média chegar ao Recreio. No entanto, estão sendo obrigadas a sair de suas residências sem qualquer tipo indenização ou outra moradia.

Essas pessoas estão instaladas no Recreio, trabalham lá, seus filhos estudam lá, e dependem exclusivamente de suas residências. A Prefeitura informou que não indenizará imóveis comerciais e tenta convencer as famílias a se mudarem para residências nas proximidades de Cosmos.